Início >> Noticia >> Pro Paz Enem chega aos municípios de Santa Izabel e Bragança
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Pro Paz Enem chega aos municípios de Santa Izabel e Bragança

domingo, 27 Agosto, 2017

O final de semana foi proveitoso para os estudantes dos municípios de Santa Izabel do Pará e Bragança, que irão fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Eles participaram dos aulões do Pro Paz Enem, projeto do Governo do Estado que disponibiliza dicas e informações para os jovens do Pará. Em Santa Izabel, mais de 200 alunos acompanharam as aulas dos professoras da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), no auditório da Câmara de Vereadores.

Thais Rosário, de 16 anos, participou pela primeira vez do aulão e adorou a experiência. “Essas aulas são fantásticas, porque trazem dicas muito importantes. Muito mais do que o conteúdo, aprendemos a interpretar as questões e isso faz uma grande diferença na hora da prova”, disse a estudante que pretende cursar Direito em 2018.

Oa aulas do Pro Paz Enem são realizadas sempre aos finais de semana na capital (em datas específicas) e no interior do Estado. Este ano, o projeto iniciou em junho e já percorreu 19 municípios, alcançando mais de 14 mil alunos. Além das aulas presenciais, o Pro Paz Enem oferecerá, a partir de setembro, um programa semanal que será exibido pela TV Cultura. As provas do Enem serão realizadas nos dias 5 e 12 de novembro.

Cindi Matos, 18 anos, já fez a prova do Enem três vezes. Ela tenta uma vaga no curso de Enfermagem, e este ano está confiante. “Estou me preparando melhor. E essa colaboração do Pro Paz Enem é fundamental para minha preparação. Tenho certeza que essa aula vai me ajudar muito a ser aprovada na universidade”, afirmou.

No próximo final de semana, o Pro Paz Enem chega aos municípios de Tucuruí, Curuçá e Abaetetuba com aulas especiais para os estudantes que desejam melhorar sua preparação para a prova. As aulas do Pro Paz Enem são gratuitas, mas é preciso se inscrever no site da Fundação Pro Paz (www.propaz.pa.gov.br), no qual também é possível fazer download das apostilas usadas como material suplementar.

Por Nathalia Petta