Início >> Noticia >> Trabalhadores assistem à palestra sobre violência doméstica
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Trabalhadores assistem à palestra sobre violência doméstica

terça-feira, 18 Julho, 2017

Operários da construção civil que trabalham em um grande empreendimento residencial no bairro do Marco, em Belém, participaram de palestra sobre violência doméstica, promovida pela área de Psicologia do Pro Paz Mulher, como parte da programação da 10ª Semana Interna de Prevenção contra Acidentes de Trabalho (Sipat). O projeto, garantido por meio de parceria entre a Fundação Pro Paz, o Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJE) e o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Pará (Sinduscon), tem como objetivo atender a um público formado principalmente por homens, que geralmente têm menos acesso a este tipo de informação.

Para o pintor Luiz Gonçalves, 57 anos, foi importante participar pela primeira vez deste tipo de ação. "Tivemos acesso a muitos assuntos que devemos saber sobre os direitos das mulheres. Os trabalhadores vão sair mais informados daqui", disse o trabalhador.

O engenheiro de segurança do trabalho da empresa, Jorge Machado, declarou que a violência doméstica não tem classe social, por isso é um tema que interessa a todos. "É importante que os homens se conscientizem que não são proprietários de suas namoradas ou esposas, e que a violência atinge toda sociedade. As mulheres precisam ser tratadas com muito respeito e humanidade, pois os tempos mudaram e elas assumem todos os dias um espaço na sociedade, que é seu por direito", ressaltou.

Diálogo franco - De acordo com Patrícia Brito, assistente social do Pro Paz Mulher, promover palestrar em meio à Sipat significa reforçar ainda mais o tema das diversas formas de violência contra a mulher. "Iniciamos essa parceria com o Sinduscon com o intuito de trazer cada vez mais os homens para esse debate, sobre assuntos que a maioria não domina ou que, muitas vezes, trata como tabu. E aqui a gente tem oportunidade de estabelecer um diálogo direto e franco sobre todas as dúvidas que esses trabalhadores têm, principalmente sobre como funciona a Lei Maria da Penha", explicou a assistente social.

Esta é a segunda palestra realizada em canteiros de obras da Região Metropolitana de Belém (RMB) no mês de julho. A primeira ocorreu no dia 12, com funcionários da obra do Hospital Abelardo Santos, no Distrito de Icoaraci. Nos dias 19 e 21 será a vez de trabalhadores de duas obras localizadas nos bairros de Val de Cans, em Belém, e Coqueiro, no município de Ananindeua.

Por Nil Muniz