Início » Noticia » Polo Mangueirão da ParáPaz abre inscrições para atividades esportivas
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Polo Mangueirão da ParáPaz abre inscrições para atividades esportivas

sexta-feira, 3 Janeiro, 2020

 

O Polo Mangueirão da Fundação ParáPaz inicia, nesta segunda-feira (6), o período de matrícula de rematrícula para as atividades esportivas realizadas no Estádio Olímpico do Pará/EOP, o Mangueirão, que recomeçam no próximo dia 15. São ofertadas aulas gratuitas de futsal e tênis de mesa para crianças e jovens de 8 a 18 anos, em turmas matutinas e vespertinas.

Interessados podem procurar a gerência do Polo, que fica no lado A do estádio, de segunda a sexta, no horário de 8h às 17h, com cópia da declaração escolar, do comprovante de residência, do RG ou da certidão e duas fotos 3x4 do aluno. São necessárias ainda cópias do RG, CPF e comprovante de residência do responsável.

Segundo o gerente da ParáPaz no Mangueirão, Gabriel Cardoso, no ano passado, a  Fundação e a Secretaria, tiveram a oportunidade de mostrar aos alunos do Polo Mangueirão a importância da cidadania e igualdade através da prática de esporte e lazer, contribuindo para a construção de valores dessas crianças e adolescentes. "Nossa expectativa para 2020 é que seja um ano ainda mais produtivo, com muito mais ações ofertadas para toda à comunidade ao redor do Estádio Olímpico”

Através da parceria entre a ParáPaz e a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), responsável pela gestão da Praça esportiva, mais de 200 meninos e meninas dos bairros do Bengui, Cabanagem, Tapanã, Coqueiro, Parque Verde e Mangueirão foram atendidos em 2019 com atividades esportivas que promovem o bem estar físico e a inclusão social.

“O Mangueirão está no centro de dois bairros incluídos no programa Territórios pela Paz, que são Cabanagem e Bengui. Logo, a parceria com a ParáPaz é vital como estratégia de governo para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. É um privilégio o Estádio Olímpico participar destas ações cedendo espaço”, afirma o diretor do EOP, Adélio Mendes.

 

Por Paula Portilho (SEEL)