Início » Noticia » Mil noivos recebem convites para casamento comunitário em dezembro
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Mil noivos recebem convites para casamento comunitário em dezembro

sábado, 23 Novembro, 2019

Juntos há cinco anos, o vigilante Hamilton Santos, 47 anos, e Maria Elizabeth da Silva Coelho, 36, há tempos queriam oficializar a união estável mas não conseguiam por contas das custas de cartório, não menores que R$ 300. "Quando soube da oportunidade, avisei para ela, que correu para nos inscrever. Agora estamos aguardando o momento de realizar nosso sonho", contou o noivo. Eles, assim como outros mil casais, participam do casamento comunitário promovido pela Fundação ParáPaz no próximo dia 20 de dezembro, no Hangar Convenções e Feiras. Na tarde deste sábado (23), no Ginásio de Educação Física da Uepa, foram entregues os convites dos padrinhos (testemunhas) e familiares, e anunciadas as orientações gerais para o grande dia.

Para a noiva, além do sonho, o casamento é também uma forma de garantir tranquilidade para o futuro dos dois. "A gente ter toda a documentação, tudo certinho, facilita, é algo que nos deixa mais seguros daqui pra frente", justificou. "Depois é só ir para casa festejar com a nossa família", empolgou-se.

À ocasião, os participantes puderam tirar todas as dúvidas referentes às documentações necessárias e ao dia da cerimônia - trajes, horários, assinatura, testemunhas, quantidade de convidados por casal, etc. Cada par recebeu sete convites, dois para os padrinhos e cinco para membros da família.

De acordo com Suzana Nunes, coordenadora de projetos da Fundação, a reunião um mês antes da celebração serve justamente para orientar as duplas sobre todo o processo, além da entrega dos convites. Eles já sairão do Hangar com a certidão de casamento em mãos. "É um encontro de preparação, onde falamos sobre as roupas, os acompanhantes, falamos sobre os horários e esclarecemos qualquer outra dúvida que possa haver", detalhou.

A presidente do ParáPaz, Ray Tavares, confirmou que o evento cumpre, na verdade, uma agenda do governador Helder Barbalho, e que por conta da alta demanda, deve se repetir a cada semestre. "É um pedido constante porque trata-se de um valor considerável para as famílias que tem um salário mínimo como renda ou menos e não tem como fazer essa regularização. E é um ato de valorização da família", reforçou.

O serviços gerais Fernando Gonçalves, 23 anos, e a autônoma Raiane Parente 26, já são pais da pequena Hanna Gabryele, de quatro meses, e também se casarão durante a programação. A chegada da menina apressou os planos do casal, que está junto há um ano. "A gente queria oficializar as coisas, e com a neném, deu ainda mais certeza de que era algo que a gente tinha que fazer", contou ela. "Eu já estava morando fora quando ela me deu a boa notícia. Então eu voltei e a gente decidiu casar", confirmou o rapaz.

 

Por Carol Menezes (SECOM)