Início » Noticia » Ação educativa do Polo ParáPaz alerta sobre assédio e importunação sexual
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Ação educativa do Polo ParáPaz alerta sobre assédio e importunação sexual

sábado, 22 Fevereiro, 2020

A ação, realizada no Terminal Hidroviário de Belém, também orienta sobre prevenção à gravidez na adolescência e consumo de drogas.

Quem passou pelo Terminal Hidroviário de Belém entre 8 e 12 h de sexta-feira (21) teve acesso a diversos serviços gratuitos, proporcionados pela parceria entre o Polo ParáPaz, Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher (Deam). A ação teve o objetivo de informar e conscientizar a população sobre assédio e importunação sexual.

“Às vésperas do Carnaval é observado um aumento de 20% no registro de denúncias de violência sexual. Por isso, é muito importante conscientizar, esclarecer o que realmente é assédio, exploração e importunação sexual, para que caso alguém passe por essa situação saiba distinguir e identificar que é uma vítima, e saiba onde procurar ajuda”, destacou a gerente do Polo, Vanessa Moura. 

Além da ação educativa, profissionais da Sespa realizaram testes rápidos de sífilis, HIV e hepatites B e C, e aferição de pressão arterial, e orientaram sobre prevenção de gravidez na adolescência e consumo excessivo de álcool, cigarros e outras drogas. Para a servidora Ruthe Cardoso, “a ação é de extrema importância, pois há uma movimentação grande neste local. Isto exclui a dificuldade que muitas pessoas têm de ir à unidade de saúde por falta de tempo”, ressaltou.

Consciência - Fernando Nascimento, 52 anos, passava pelo local e aproveitou para ouvir os esclarecimentos. Ele, que elogiou a iniciativa, disse que a ação “é muito boa. Queria que tivesse em todos os interiores do Marajó pro pessoal ter mais consciência do que tá fazendo. Fiz os testes e recebi o resultado na hora. Fiquei com medo, mas tá tudo bem comigo. Minha saúde tá pronta pra curtir o Carnaval, e tratando as mulheres com o respeito que elas merecem”.

As mulheres também aproveitaram a ação do governo do Estado. Dezenas de tatuagens temporárias com a frase “Não é Não” foram distribuídas, enfatizando a campanha contra o assédio durante o Carnaval. “Eu adorei! Já coloquei no meu braço pra todo mundo ver que eu sou dona do meu corpo e só faço o que eu quero”, afirmou a estudante Larissa Lima, 18 anos.

 

Por Nathalia Mota

Foto: Ana Paula Lima / Ascom ParáPaz