Início >> Noticia >> Aulão Pro Paz Enem reuniu mais de 600 estudantes
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Aulão Pro Paz Enem reuniu mais de 600 estudantes

domingo, 27 Maio, 2018
O calendário de atividades do projeto Pro Paz Enem 2018 contou com um “aulão” para candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2018), no auditório da Faculdade Estácio, neste domingo (27), em Belém. O “aulão” teve 600 alunos inscritos, que demonstraram como estão empenhados na preparação para as provas agendadas para 4 e 11 de novembro. No sábado (26) houve “aulões” em Viseu e Igarapé-Miri. Trinta professores da Seduc atuam no Pro Paz Enem.
O Pro Paz Enem é uma iniciativa do Governo do Estado voltada para preparar estudantes de escolas públicas e de comunidades de municípios paraenses para o Enem, por meio da parceria entre a Fundação Pro Paz e Secretaria de Estado de Educação (Seduc).
 
Um dos alunos a chegar cedo ao local do “aulão” foi Débora Cíntia Silva dos Santos, 40 anos, casada e mãe de uma filha de sete anos. Débora trabalha como gari nas ruas de Belém. Seu horário usual de trabalho é das 9h às 15 horas. Mas, em dia de “aulão” do Pro Paz Enem ela troca de turno.
 
“Eu vou pegar a partir das 12 horas de hoje e largar lá pelas 18 horas. Eu estudo de madrugada, porque trabalho e tenho que arrumar as coisas em casa junto com a minha família”, declarou Débora, moradora do bairro da Cremação. Ela concluiu o Ensino Médio na Escola Estadual Orlando Bitar, mas ficou 23 anos sem estudar, por ter de trabalhar para ajudar no sustento da família. Agora, com estudos em casa e no Pro Paz Enem, ela quer ser aprovada para o curso de Educação Sanitária e Ambiental. “As aulas aqui são boas; a gente recebe muitas dicas e ajuda muito na preparação para as provas”, arrematou.
 
A primeira das aulas programadas para este domingo no Pro Paz Enem foi de Física, a cargo do professor Henrique Roberto Silva. Em um dos trechos da aula, o professor destacou que energia é um conceito básico da Física e também saudou a disposição dos alunos em estarem cedo no Pro Paz Enem para estudar. “Eu noto o interesse dos alunos, tanto que quando a gente faz uma pergunta em sala eles respondem com firmeza e empolgação”, observou Henrique Silva.
 
Entre os alunos com disposição de sobra no “aulão” estava Leonardo Barbosa Guerreiro, 19 anos, “futuro odontólogo”, como ele mesmo se apresentou. Leonardo mora no município de Barcarena e saiu de casa por volta das 5 horas da madrugada e viajou de barco por uma hora para chegar perto de 8 horas no local do “aulão” do Pro Paz Enem. “Quem quer corre atrás”, ressaltou Leonardo, pela primeira vez no Pro Paz Enem.
 
Moradora do bairro da Pratinha e aluna da Escola Estadual Paulo Fonteles Lima, Letícia do Socorro Silva, 19 anos, quer cursar Direito. “Esses ‘aulões’ ajudam para a gente tirar dúvidas e estudar mais”, expressou-se a candidata.
 
Foram programadas para o “aulão” deste domingo aulas de Física, Matemática, Literatura, Geografia e História. Como informou Maurício Dantas, da coordenação do Pro Paz Enem, o projeto atendeu 20 mil estudantes em 16 municípios paraenses no ano passado. A meta para 2018 é atingir 25 mil estudantes em 17 municípios. “Fazemos uma revisão em cima dos conteúdos que eles vêm estudando, ou seja, valorizando o conhecimento prévio dos alunos”.
 
Por Eduardo Rocha