Início >> Noticia >> Diálogo é o melhor caminho para prevenção de suicídio
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Diálogo é o melhor caminho para prevenção de suicídio

sexta-feira, 28 Setembro, 2018

A Fundação Pro Paz promoveu um bate papo entre pais e alunos nesta sexta-feira (28), no Polo do Pro Paz Mangueirão em alusão ao mês do setembro amarelo. O tema escolhido para abordar o assunto sobre suícidio com as crianças foi o bullying, que corresponde a um dos tipos de agressão que pode causar o suicídio.  A palestra passou em todos os polos do programa ao longo da semana e culminou com a ação no Mangueirão que incluiu as famílias.
 
Na ocasião foi ressaltada a importância do diálogo entre pais e filhos, com objetivo de fortalecer o vínculo e a confiança entre a família, prevenindo assim o suicídio. “Acho muito importante falar sobre esse assunto com as crianças, minha família já viveu a triste situação de suicídio recentemente, e desde então, eu converso muito mais com meus filhos. Meu marido não gosta que eles faltem uma aula, o Pro Paz está sendo fundamental na formação social e de caráter dos meus filhos”. disse, Kelly Cabral, dona de casa, que tem dois filhos matriculados no Polo Mangueirão. 
 
Setembro amarelo é o mês mundial de prevenção ao suicídio no mundo todo, e por se tratar de uma doença psicológica que afeta principalmente os jovens devemo combater e erradicar está doença. “não devemos praticar bulygin com as pessoas, eu acho errado fazer isso, se fosse comigo eu ficaria muito triste.  O que a gente aprende aqui a gente tem que levar pra casa, eu gosto muito do Pro Paz aprendo coisas novas todos os dias”. Disse, Thanilly Cabral de 12 anos, aluna do Polo.  
 
Existem várias formas de prevenir e combater o suicídio, e a mais eficaz é manter o diálogo entre a família e quem sofre com essa doença psicologica. Potencializar alguns valores como, respeito e empatia no tratar o outro, faz toda diferença. " O dialogo é uma questão afetiva, a gente conversa com as pessoas que a gente tem uma relação afetiva fortalecida, se há o afeto dentro da família deve haver o dialogo. Minha orientação para os pais e que intensifiquem cada vez mais as conversas”. Conclui a, assistente social da Fundação Pro Paz, Joice Cardoso.
 
Por: Mayara Souza