Início » Noticia » Policlínica Itinerante atende mais de 2 mil moradores de seis municípios do Marajó
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Policlínica Itinerante atende mais de 2 mil moradores de seis municípios do Marajó

sexta-feira, 19 Junho, 2020
 
Por Rodrigo Reis (EMATER)

Foto: Jader Paes / Agência Pará

Durante dez dias, seis municípios do arquipélago do Marajó receberam os serviços da Policlínica Itinerante do Governo do Pará, que montou uma estrutura exclusiva dentro de um navio para atender pessoas com sintomas leves e moderados da Covid-19. Mais de duas mil pessoas foram atendidas nos municípios de Ponta de Pedras, Muaná, São Sebastião da Boa Vista, Cachoeira do Arari, Salvaterra e Soure. Os profissionais envolvidos na ação fizeram também o trabalho de prevenção e educação da população marajoara sobre o novo coronavírus.

Além de consultas, exames e testes rápidos, os moradores receberam medicamentos para tratamento da Covid-19, máscaras e kits de higiene bucal (creme, escova e fio dental). Durante as ações, as pessoas passavam por triagem e avaliação médica e, com apoio de hospitais municipais, fizeram exames complementares, como raio-x e de sangue.

“Tudo foi feito com carinho e respeito pelas pessoas que buscavam atendimentos da Policlínica. Isso tem se repetido em todas as regiões aonde o Estado tem levado o serviço, que é também de prevenção, sobre como se usar máscara e álcool em gel, além da entrega dos kits de higiene bucal ", disse a coordenadora da Poli Itinerante, Alessandra Amaral.

Assistência - Nesta quinta-feira (18), em Soure, foram feitas 323 consultas e 144 testes rápidos e entregues 425 medicamentos à população. A atenção, o acolhimento e a agilidade do atendimento foram alguns dos pontos destacados pelos moradores. 

“Minha filha veio mais cedo fazer o teste e deu positivo. Foi então que eu também resolvi procurar auxílio. Meu teste deu negativo. Recebi orientação dos profissionais de saúde e vou voltar para casa satisfeita com o atendimento que recebi. São profissionais atenciosos e que merecem o nosso respeito”, assinalou a doméstica Lucidalva Figueiredo, 62.

A comerciante Eliana Silva elogiou a agilidade dos profissionais. “Entre a triagem e a entrega de medicamentos, foram cerca de 15 minutos. Agradeço ao governo por ter proporcionado esses serviços para a população do nosso município”.

O prefeito de Soure, Guto Gouveia, destacou a responsabilidade e o comprometimento do Governo do Pará frente à pandemia. “É um exemplo positivo de como tratar a população não só do Marajó, mas de todas as regiões do Estado. A Prefeitura de Soure agradece ao governo por salvar vidas”.

Agilidade – Um dos parceiros da Poli Itinerante no Marajó foi o Laboratório Central do Estado do Pará (Lacen), que, a cada segundo dia de ação num município, transportava, em uma aeronave, as amostras coletadas dos pacientes que faziam o exame PCR (coleta de secreção). Foram mais de 300 amostras coletadas e transportadas. 

“O Lacen desenvolveu uma logística específica para recolher e transportar as amostras para Belém, o que proporcionou agilidade nos serviços. O fluxo garantiu resultados no prazo de 24 a 48 horas. A parceria vai seguir para os 144 municípios do Estado”, afirmou o diretor geral do Lacen no Pará, Alberto Júnior. 

aráUm dos 32 profissionais que participaram das ações da Poli Itinerante pelo Marajó foi o técnico em gestão social da Fundação Pará Paz Renan Freitas, que destacou o atendimento humanizado. “É uma população carente que precisa de apoio, de acolhimento e, principalmente, de assistência médica. É uma união de esforços para vencer o novo coronavírus”, frisou.

Em todos municípios marajoaras, a equipe da Policlínica Itinerante teve a parceria das prefeituras municipais, que cederam pessoal de apoio e ambulâncias para casos de emergência.