Início >> Noticia >> Pro Paz Cidadania faz 2.600 atendimentos em Quatipuru
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Pro Paz Cidadania faz 2.600 atendimentos em Quatipuru

sexta-feira, 6 Abril, 2018
A Caravana Pro Paz Cidadania continua a percorrer os municípios do Pará. Nesta sexta-feira (6), a caravana encerrou suas ações na cidade de Quatipuru, no nordeste do estado. Ao longo de três dias, foram 2.600 atendimentos, como emissão de documentos básicos e aconselhamento jurídico.
 
“A ação nesses três dias foi surpreendente, além de atendermos Quatipuru, recebemos quatro ônibus com moradores da vila de Boa Vista e conseguimos atender a todos. A grande procura foi pela certidão de nascimento, porque ainda existem os sub-registros. Mas tivemos também grande procura de ID jovem por essa população”, detalhou o coordenador do Pro Paz Cidadania, Roberto Oliveira.
 
Uma das pessoas atendidas pela caravana foi a estudante Jéssica da Silva, de 19 anos. Ela mora na Vila de Boa Vista, mas foi a Quatipuru para tirar dois documentos fundamentais para o momento em que está vivendo “Quero fazer faculdade e cursos fora do estado, por isso é muito importante ter a identidade jovem (ID Jovem), já que minha família é de baixa renda, e além de me ajudar a economizar com as passagens interestaduais, me dá a oportunidade de investir este dinheiro em outras coisas, também importantes nesse momento”, ponderou.
 
Outro serviço oferecido pela Fundação Pro Paz na caravana é o aconselhamento jurídico, fruto da parceria com a Defensoria Pública do Estado do Pará. Um dos mais procurados nesse quesito é o reconhecimento voluntário de paternidade. Antônio Carlos Santos, morador da Ilha do Marajó soube pela mãe de seu filho, Gabriel, de 17 anos, que esse serviço seria disponibilizado. “É uma oportunidade de muitas pessoas reconhecerem os filhos e emitir uma nova certidão de nascimento gratuitamente, porque esse é um documento caro. Desde o ano passado, já queria reconhecê-lo, mas não tínhamos dinheiro para isso, aí vim do Marajó para cá para fazer isso junto com a mãe dele, principalmente porque ele está morando comigo para estudar”, disse Antônio.
 
Idosos ou pessoas com algum tipo de deficiência podem participar da caravana solicitando os serviços em casa. Quando isso ocorre, uma equipe visita a residência, mas há quem prefira ir até o local da ação, como dona Maria de Nazaré dos Santos, de 68 anos, que tem atendimento prioritário. “Estou grata por essa ação, que nos traz benefícios gratuitos e para mim é ainda mais importante, porque estou doente, devido a um acidente que sofri, então, para consultas, exames e qualquer coisa, preciso levar documentação. Aproveitei e vim tirar meu RG e certidão de nascimentos novos, porque os meus estão muito antigos e fui muito bem atendida”, finalizou dona Maria.
 
A ação segue dias 8 e 9 para São João de Pirabas, também no nordeste paraense, e depois, 11 e 12 chega à Salinas e, em seguida, dias 14 e 15, para Santarém Novo.
 
Colaboração (texto): Emanuele Corrêa