Início >> Noticia >> Pro Paz leva à Praça Brasil, em Belém, ações de combate à violência sexual
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Pro Paz leva à Praça Brasil, em Belém, ações de combate à violência sexual

domingo, 22 Abril, 2018
Uma programação com música e muita informação foi promovida pela Fundação Pro Paz, por meio do Pro Paz Integrado e Pro Paz nos Bairros, na manhã deste domingo (22), na Praça Brasil, Bairro do Telégrafo, em alusão ao Dia Estadual de Enfrentamento à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes (16 de Abril), instituído pela Lei nº 8.101/2015.
"É importante unir nesta ação os dois programas, o 'Bairros' e o 'Integrado', pois eles trabalham a prevenção a reparação das situações de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes. Estar na praça possibilita à população conhecer nossos serviços, assim como alertar as famílias sobre esse tipo de violência", ressaltou Naiana Dias, coordenadora do Pro Paz Integrado.
 
A música ficou por conta da cantora Nazaré Pereira. A programação cultural teve ainda apresentações dos grupos de teatro da UIPP (Unidade Integrada Pro Paz) Terra firme, grupos de dança dos polos da Universidade Federal do Pará (UFPA) e do Bairro da Sacramenta, e da Orquestra de Percussão Sustentável do Pro Paz. "A arte tem o poder de humanizar as pessoas. É o que fazemos nos nossos polos. Desenvolvemos arte, junto com os nossos alunos, para promover cultura de paz", disse Luci Azevedo, coordenadora do Pro Paz nos Bairros.
 
Mobilização - A ação faz parte do calendário de mobilizações que a Fundação realiza ao longo do ano. "A gente trabalha combatendo a violência sexual 365 dias por ano, e nossa batalha é árdua. Mas hoje, em alusão ao Dia Estadual de Enfrentamento à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes, nós resolvemos trazer essa ação à praça, justamente para abranger o maior público possível, e chamar a sociedade a se engajar conosco nesse trabalho de proteger nossas crianças e adolescentes", destacou a diretora de Ações Estratégicas, Priscila Campelo.
 
A cantora Nazaré Pereira se apresentou com as crianças da Orquestra Sustentável de Percussão. "Uma reunião de juventude maravilhosa. Isso que vai unir as pessoas, sensibilizar, ajudar a construir uma infância saudável e longe da violência. Em contrapartida, sensibiliza a comunidade do entorno sobre a temática, que é tão urgente de se discutir", declarou Nazaré Pereira.
 
Atuação ampla - A Fundação Pro Paz oferece atendimento integrado a crianças e adolescentes da capital e do interior. Por meio do Pro Paz Integrado, atua nas regiões do Xingu (Núcleo de Altamira), Guajarina (Núcleo de Paragominas), do Lago (Núcleo de Tucuruí), Baixo Amazonas (Núcleo de Santarém), Bragantina (Núcleo de Bragança), Marajó e Marabá.
 
Em Belém, cerca de 2 mil crianças são atendidas pelo Pro Paz nos Bairros, que mantém seis polos: UFPA; Ufra (Universidade Federal Rural da Amazônia); Iesp (Instituto de Ensino de Segurança Pública), em Marituba, município da Região Metropolitana; Sacramenta, Terra Firme e Mangueirão.
 
Desenvolvendo atividades de incentivo ao esporte e às artes, o programa atua no contraturno escolar. "Estou no Pro Paz há uns cinco anos, e acho muito importante a gente discutir esse tema da violência e exploração sexual contra crianças e adolescentes. Conscientizar os adultos que o papel deles é de cuidado e respeito. Eu me sinto mais segura e acolhida vendo essas ações e participando das atividades do Pro Paz", disse Jeannifer Cristo, aluna do Polo UFPA.
 
Por Emanuele Corrêa