Início » Noticia » TerPaz e ParáPaz levam crianças para prestigiar espetáculo de natal
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

TerPaz e ParáPaz levam crianças para prestigiar espetáculo de natal

terça-feira, 3 Dezembro, 2019
 
 
Cerca de 500 crianças moradoras dos bairros da Cabanagem, Distrito Industrial e Icuí assistiram, na terça-feira (3), o espetáculo Bosque Encantado de Natal, dentro da programação do shopping localizado na avenida Centenário, em Belém. O passeio foi promovido pelo Programa Territórios pela Paz (TerPaz) e Fundação ParáPaz. O Corpo de Bombeiros também auxiliou na logística de deslocamento dos grupos.
 
De acordo com a coordenadora do TerPaz na Cabanagem, Marisa Lima, a programação foi especial para as crianças. “Algumas nunca vieram aqui e o TerPaz tem garantido oportunidade para jovens e comunidades da periferia que, às vezes, por estigma, acabam não tendo esses momentos. Contamos com o apoio logístico do ônibus do Corpo de Bombeiros do TerPaz. O ParáPaz também montou a estrutura para trazer as crianças dos bairros do Icuí e do Distrito Industrial”, disse Marisa.
 
O adolescente Marcos Vinícius Pereira, 15, estuda o 8º ano na Escola José Valente, no bairro da Cabanagem. Hoje foi a primeira vez que ele visitou o shopping, apesar de morar a cerca de cinco quilômetros do local. “Nunca tive a possibilidade de vir aqui, não sabia direito onde era. Gosto muito do clima de Natal e estou na expectativa de como vai ser hoje”, falou Marcos ainda na fila. Minutos depois, uma banda de fanfarra deu as boas vindas aos visitantes, que não seguraram os gritos de alegria.
 
A pequena Alice Carrera, de 4 anos, estava maravilhada. “Eu gostei muito das pessoas”, disse, acompanhada do pai e das vizinhas do bairro do Icuí. Ela pode acompanhar as quatro apresentações que unem teatro, dança e música no clima natalino, no complexo cenográfico da Cidade Encantada.
 
 
De acordo com o gerente do polo UIPP ParáPaz, Luis Guilherme Ferreira, que atende 300 crianças no bairro do Icuí, as famílias estavam ansiosas para o evento “Nós trabalhamos com atividades esportivas, como futebol e natação, e profissionalizantes, como informática. Formamos 180 crianças no projeto Geração Digital e temos várias atividades para todos os públicos, juntando as famílias ao projeto do governo do Estado”, complementou Luis.
 
Entre elas, estava a Dorielem Oliveira, 32, que levou a filha Jenifer e a amiga dela, Julia Ferreira. “Gostei muito e as crianças também que queriam ver o Papai Noel e agora estão felizes. A comunidade estava precisando desse estímulo. Muitas crianças ficam em casa e agora vieram passear. É muito bom”, avaliou. A filha Jenifer Oliveira, 14, concordou. “Foi legal, divertido. Gostei da apresentação de Natal, já dá para entrar no clima”, disse Jenifer.
 
O gerente de Marketing do shopping, João Vyctor Fonseca, comentou a parceria com o Governo do Pará. “É a terceira edição do Bosque Encantado de Natal e todos os anos abrimos para crianças em situação de vulnerabilidade. Desta vez, conseguimos articular com o governo e é muito bom ver o brilho nos olhos delas, com encantamento. Só de ver a alegria nos sentimos recompensados pelo trabalho”, afirmou João.
 
Marisa complementa dizendo que as luzes natalinas reacendem a esperança de um novo tempo. “Queremos resgatar sonhos, trazer esperança para esses territórios e esse é um momento muito propício. Natal é nascimento e queremos fazer renascer a esperança das pessoas nesses bairros que foram esquecidos por tanto tempo”, deseja a coordenadora.
 
 
O Programa TerPaz é uma iniciativa para melhorias e crescimento na comunidade, a partir da articulação de ações de segurança pública e de cidadania. Já chegou a sete bairros Grande Belém: Guamá, Jurunas, Terra Firme Benguí e Cabanagem (Belém), Icuí (Ananindeua) e Nova União (Marituba). Já a Fundação ParáPaz é responsável pela formulação, coordenação, implementação, fomento, articulação, alinhamento e integração das políticas públicas voltadas à infância, adolescência e juventude e às pessoas em situação de vulnerabilidade social, por meio de ações de prevenção, redução e solução de conflitos.
 
 
Texto: Dayane Baía (SECOM)
Foto: Bruno Cecim/ Ag. Pará